Tronos de Santo António – uma tradição viva

Tronos de Santo António – uma tradição viva

Este ano voltámos a participar na iniciativa Tronos de Santo António, a 4ª edição, e realizámos dois ateliers de decoração dos Tronos: um na loja de freguesia Ceuta Sul e outro na Academia Estrela.
Esta é uma iniciativa da EGEAC e do Museu de Lisboa, sendo parte integrante da programação das Festas de Lisboa, e recupera uma tradição que é tão presente na cultura lisboeta, mas com origens no Séc. XVIII.
Os primeiros Tronos de Santo António surgiram como meio de pedir esmolas para a reconstrução da Igreja de Santo António, cujo edifício foi parcialmente destruído durante o Terramoto de 1755.
Para que a tradição não entrasse em desuso, foi recuperada na década de 40 e reavivada em concursos que promoviam qual o trono mais bonito nos bairros de Alfama, Bairro Alto, Madragoa e Mouraria, e era sobretudo construído pelas crianças nos bairros lisboetas e exibidos pelas ruas.

Estes ateliers foram dirigidos a grupos de seniores da Freguesia da Estrela, que puderam decorar os tronos conforme reviviam esta maravilhosa tradição da cidade.
Reavivando a memória história, os tronos estão em exposição nas montras das ruas.

* Tronos do Ceuta Sul *

 

  • Tronos da Academia Estrela *