Oficina de Transformação de Plástico

Oficina de Transformação de Plástico

Nos últimos 3 dias de fevereiro, a Estrela Circular, projeto da Junta de Freguesia com o apoio do Fundo Ambiental no âmbito do programa JUNTAr, promoveu uma oficina de transformação de plástico.
Que nova vida se quer dar a todo o plástico produzido e acumulado ao longo de tantos anos? Como diminuir o uso e a presença deste material no nosso quotidiano?
Nesta oficina, que funcionou como uma autêntica ação de demonstração e sensibilização, abriram-se portas a todos os curiosos, dos mais novos aos mais velhos, que quiseram vir espreitar o atelier e compreender melhor de que maneira podemos (e devemos!) ser mais ecológicos.

Zero Waste Lab trouxe máquinas que transformam lixo plástico em filamento para impressão 3D, numa instalação pedagógica de upcycling para os mais pequenos.
Este projeto, Plastic0Circular, é o resultado de uma parceria entre PlasticSunDays, CircularEconomy Portugal, BetterFutureFactory e FabLabLisboa, co-financiado pela Associação Idanha Culta e programa Sê-Lo Verde. Foi inaugurado em 2017 e é utilizado, atualmente, como ferramenta educativa em escolas e eventos por todo o país.

As crianças da Casa Pastorinhos de Fátima, da APSOV – Associação Paroquial de Santos-O-Velho, visitaram e experimentaram o espaço, ficando a saber de que modo o plástico está presente em praticamente tudo (até mesmo em elementos que não nos passariam pela cabeça). O grupo reproduziu alguns objetos em plástico com a impressora 3D e levou, certamente, muitas lições para dar aos mais velhos.

Também os jovens do PASE Estrela puderam visitar a oficina e escutaram a equipa responsável, ficando a par da urgente necessidade de diminuir a presença de plástico nas nossas vidas e das formas mais simples para o fazer.

Com o uso da tecnologia, e com estas “máquinas mágicas” que tudo transformam, os visitantes entusiasmaram-se muito neste laboratório.
Foram dias incríveis de aprendizagem e de partilha para soluções “lixo zero”, recriando novos objetos a partir do plástico velho, trocando impressões sobre a utilização de plástico e a sua redução, conversando sobre a forma como o plástico se tem alastrado por todo o mundo e quais as consequências desse excesso.
Apesar de tudo, a sensação que temos é de esperança…sobretudo na geração mais nova.
Agora, é continuar a espalhar a palavra…o mais que se possa.
*