No Universo da Memória

No Universo da Memória

Integrada no mês da pessoa idosa, teve lugar na Academia Estrela, no passado dia 28 de outubro, a tertúlia “No Universo da Memória – Como preservar e valorizar o nosso Património Cultural Imaterial”.

O Grupo de Teatro Sénior da Estrela abriu da melhor forma uma tarde com a apresentação da peça “Olha o passarinho”, de António Torrado.

Depois, as estórias entusiasticamente contadas sucederam-se, dando ainda mais sentido e pertinência à tertúlia, uma forma de não deixar cair no esquecimento o valioso Património que os habitantes de sempre da Freguesia têm guardado na memória.

Simonetta Luz Afonso, uma das dinamizadoras da tertúlia, realçou a enorme importância em tornar material este Património invisível, imaterial, de forma a que permaneça na identidade das freguesias, das cidades, do País.

A Historiadora de Arte enalteceu a Freguesia da Estrela que herdou três territórios díspares, de pessoas diferentes, de vivências e profissões diferentes, mas que tem sabido ser moderna e igualmente genuína, preservando e respeitando a tradição das suas gentes.

Eugénia Gomes, da Associação Aldraba, não podia estar mais em sintonia com o pensamento e espírito de Simonetta Luz Afonso, expressando que o momento presente, as várias dezenas de pessoas que ali estavam cheias de vida a contar as suas histórias, era a materialização de um Património impercetível, mas grandioso.

Miguel Horta, artista plástico e pintor, brindou a plateia com estórias, lendas e músicas de outrora, proporcionando um momento único e cúmplice de grande partilha coletiva.